Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Comunicado sobre o falecimento da tubarão Margarida

É com imenso pesar que o Aquário Marinho do Rio comunica o falecimento da Margarida, tubarão fêmea da espécie mangona (Carcharias taurus), nesse domingo, 13 de junho, por volta das 11h30.


No sábado, Margarida começou a apresentar um comportamento diferente do habitual. Logo que percebeu, a equipe técnica do AquaRio a levou para a quarentena, local onde os animais recebem assistência veterinária. Acondicionada em local apropriado e medicada, a Margarida ficou em observação intensiva. Infelizmente, veio a óbito nesse domingo. A causa da morte será confirmada após a necropsia do corpo, a ser realizada hoje (segunda-feira, 14) pela veterinária do AquaRio.

 

Famosa entre os visitantes, estima-se que a Margarida tinha idade entre 18 e 20 anos, tempo usual de vida para tubarões desta espécie sob cuidados de humanos em aquários do mundo todo. Vinda do Aquário de Ubatuba, ela foi o primeiro grande tubarão a chegar ao AquaRio, em meados de 2016. Com a abertura do equipamento ao público, em novembro de 2016, logo a Margarida se tornou a vedete do AquaRio.


A fim de promover um importante programa de pesquisa, conservação e reprodução da espécie, uma das mais ameaçadas de extinção no Brasil e no mundo, o AquaRio importou dos Estados Unidos, em 2018, dois exemplares machos de mangona. Nesse ano de 2021, com os dois machos já em idade reprodutiva, houve momentos de corte e comportamento reprodutivo.

 

Lamentavelmente, fora a tristeza e luto por parte de toda equipe AquaRio e dos mais de quatro milhões de visitantes que a conheceram, tem-se uma grande perda para a pesquisa e conservação da espécie que a Margarida muito bem representava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você também curta: