Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Paixão de Cristo consolida o Marco das 3 Fronteiras como espaço de eventos

Cerca de 10 mil pessoas assistiram as duas exibições da encenação da Paixão de Cristo, no Complexo Turístico Marco das Américas. No teatro a céu aberto, iguaçuenses de todas as regiões e idades se emocionaram com a história bíblica que prega o amor e a paz entre a humanidade. O elenco reuniu no mesmo palco os atores consagrados nacionalmente Kayky Brito, Elke Maravilha, Luciano Szafir, Ana Rosa e sessenta artistas da cidade.

A atividade artística consolidou o Marco das 3 Fronteiras como espaço para receber a comunidade e os grandes eventos, gerando novas oportunidades e desenvolvimento na região. O atrativo, localizado a apenas 10 km do Centro de Foz do Iguaçu, oferece área de 15 mil metros quadrados, com estacionamento, centro de recepção, loja de artesanato e o Boteco Cabeza, integrando história, natureza e cultura.

Conforme Adélio Demeterko, do Complexo Turístico Marco das Américas, a parceria para a realização do evento resultou em benefícios para a população e para o turismo. “Foram dois dias em que as famílias iguaçuenses e os  turistas interagiram, assistindo ao espetáculo teatral e contemplando os nossos atrativos”, disse. “O Marco das Américas foi aprovado pela população e pretendemos criar mais eventos para a cidade”, complementou.

A comerciante Cristina Alves, de Três Lagoas, acompanhou a Paixão de Cristo com a filha e o marido, surpreendendo-se com a estrutura do marco. “Estive aqui há vários anos, as melhorias deram vida ao espaço. Fico muito feliz por encontrar tanta gente hoje”. Admirado com o complexo, o estudante do Porto Belo, Cleyton Andrade, recomenda a visita. “Um lugar muito bonito e organizado, onde a população deve vir sempre”, sugeriu.

Entre as maiores

Na segunda sessão da Paixão de Cristo, nesta quarta-feira (23), o presidente da Fundação Cultural, Adailton Avelino, revelou que iniciou entendimentos para que o órgão realize o evento no ano vem. Segundo o gestor cultural, o espetáculo promovido no Marco das Américas deverá ser a terceira maior encenação sobre a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo em todo o país, ficando atrás apenas das produções em Nova Jerusalém (PE) e Floriano (PI).

“Vamos aumentar o número de apresentações para quatro dias, possibilitando que mais pessoas possam assistir”, disse Adailton Avelino. O objetivo é fortalecer a cena cultural da cidade e contemplar a população com iniciativas artísticas de qualidade. “É uma forma de valorizar os artistas de Foz do Iguaçu, pois temos muitos bons atores na cidade. Com isso, a população pode assistir a espetáculos gratuitamente”, definiu.

Ao anunciar a encenação da Paixão de Cristo, a diretora de cultura da Fundação Cultural, Arinha Rocha, destacou a importância da presença da comunidade no evento e a abertura do Marco das Américas para os iguaçuenses. “O marco está aberto para toda a comunidade, não apenas para este evento como durante todos os dias. A população iguaçuense não paga para visitar este espaço”, explicou.

Realização

A encenação da Paixão de Cristo é realizada pela Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, por meio da Fundação Cultural. O evento conta com o apoio do Complexo Turístico Marco das Américas, Itaipu Binacional, RPC-TV, Itamed, Sanepar e Governo do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você também curta: