CEO do Grupo Cataratas disputa o Prêmio Nacional do Turismo 2018

Bruno Marques, CEO do Grupo Cataratas, concorre ao Prêmio Nacional do Turismo de 2018. A iniciativa do Ministério do Turismo busca premiar iniciativas privadas que atuam nesta área no Brasil. Quatro profissionais individuais e uma dupla de gestores privados estão entre os finalistas do Prêmio Nacional do Turismo 2018. Eles atuam em diferentes segmentos do turismo brasileiro e chegaram à final após seleção da comissão julgadora, de acordo com o edital público da premiação. As indicações foram feitas pelas entidades que compõem o Conselho Nacional de Turismo.

 

Entre os profissionais indicados estão empresários, gestores privados ou representantes de entidades que atuam em atividades econômicas ligadas diretamente à cadeia produtiva do turismo e que tenham criado ou executado ideias e projetos inovadores no setor.

 

Bruno Marques representa o Grupo Cataratas, principal concessionária de Turismo Sustentável do Brasil, com mais de 5 milhões de visitantes, por ano, nos parques nacionais do Iguaçu (PR), Fernando de Noronha (PE) e Tijuca (RJ). O executivo também lidera a concessão do Zoológico do Rio de Janeiro, que será transformado num bioparque; o complexo turístico do Marco das Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu (PR); e a operação do Aquário Marinho do Rio. Em dois anos, o novo atrativo turístico carioca já recebeu mais de 2,3 milhões de visitantes. A empresa trabalha o enfoque inovador de “impacto positivo” das atrações, priorizando a produção associada ao turismo e o desenvolvimento da economia do turismo no entorno dos locais visitados.

Fonte: Ministério do Turismo

Grupo Cataratas

O Grupo Cataratas é responsável pela gestão de atrativos na área de turismo sustentável do Brasil desde 1999. Os serviços voltados ao ecoturismo reúnem hoje 6 atrativos de Foz do Iguaçu até Fernando de Noronha.

Duas vezes eleita a companhia mais sustentável na área de Turismo e Hotelaria no Brasil (Revista Exame), o compromisso com a sustentabilidade e a conservação estão no DNA do Grupo Cataratas.